URGENTE! Tribunal do Juri condena envolvidos na morte da empresária Rayra Santos

Atualizado às 23h45min…

Depois de mais de 12 horas, chegou ao fim, na noite desta terça-feira (26), o julgamento dos acusados pela morte da empresária Rayra Santos, ocorrido na 2º Vara da Comarca de Presidente Dutra durante todo o dia de hoje. A vítima foi assassinada com dois tiro na cabeça, em 2019, na porta de sua residencia, localizada no bairro Campo Dantas.

Entre os réus, o ex-marido acusado de ser o mandante do homicídio, indentificado como, Bartolomeu Ribeiro da Silva, que vivia em união estável com a vítma, o mesmo foi condenado a 16 anos, 11 meses e 06 dias, de prisão em regime fechado. Ele teria planejado o crime por não se conformar com o término do relacionamento. O condenado estava preso preventivamente pelo crime na Unidade prisional de Presidente Dutra.

O autor dos disparos, Romário Batista, confessou em júri ter matado a empresária e foi condenado a 12 anos e 05 meses de prisão em regime fechado. Ele já estava preso pelo crime a 3 anos e meio. O segundo participante no assassinato de Rayra Santos, o contratado, identificado como Amós Américo foi condenado, a 12 anos e 11 e 06 dias, de prisão em regime fechado.

O crime

Rayra dos Santos Feitosa, de 25 anos, foi assassinada por ao menos dois tiros quando estava chegando em sua residência durante a madrugada, em Presidente Dutra. De acordo com a Polícia Civil, dois homens teriam aguardado a jovem chegar em casa para fazer a abordagem e praticar o assassinato.

A jovem chegou a ser socorrida pela mãe, levada ao Hospital Regional de Presidente Dutra, mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo. Até o momento, a polícia acredita que a vítima pode ter sido vítima de um homicídio por encomenda. Os executores do assassinato também foram presos dias depois.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido !!
%d blogueiros gostam disto: