Influenciadores que ostentavam vida de luxo são presos; um deles tinha mais de 300 mil seguidores

Sete influenciadores digitais de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, foram presos na manhã de terça-feira (28), na operação Provérbios 16:18, desencadeada pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG).

A ação apura casos de lavagem de dinheiro, organização criminosa, rifa ilegal e sonegação de impostos. Entre os presos está Wesley Alves, influenciador com quase 300 mil seguidores nas redes sociais.

Na Internet, eles ostentavam uma vida de luxo e viagens. Os detidos realizavam rifas de veículos luxuosos. Na ação, os policiais apreenderam dez carros, 12 motos e duas moto aquáticas. Foram apreendidos também 200 pacotes de cigarro, aparelhos celulares e R$ 14 mil em dinheiro.

Os agentes interditaram três estabelecimentos comerciais ligados ao grupo. Ao todo, 25 policiais civis participaram da operação.

%d blogueiros gostam disto: