Comissão de Justiça da Câmara de Tuntum deverá afastar o vereador Renan Bilio, investigado pela Polícia Civil do Piauí por falsificação de documentos

Após o recesso parlamentar, o Legislativo de Tuntum retoma suas atividades com um cenário marcado pela expectativa da população em relação ao desfecho de um escândalo que tem sido objeto de intensa investigação policial. O vereador Renan Bilio encontra-se no centro de um tumulto político e jurídico, enfrentando acusações graves de falsificação de documentos para obter acesso a cursos superiores.

Segundo informações obtidas pela Polícia Civil do Piauí, Renan Bilio é alvo de uma investigação relacionada à utilização de documentos falsos para ingressar na Faculdade CET, renomada instituição de ensino localizada em Teresina, capital do estado. O vereador teria apresentado documentos adulterados em nome da Faculdade São Leopoldo Mandic, com sede em Campinas (SP), induzindo a entender que já cursava o terceiro período de Medicina nesta instituição, visando a uma transferência.

Um dos pontos mais controversos da investigação é a revelação de que Renan Bilio teria efetuado um depósito de vultosa quantia, no valor de R$ 40.000,00, para Brenda Ravena Mota Barbosa. Esta, por sua vez, é investigada por seu suposto envolvimento na facilitação e obtenção dos documentos falsos. O depósito teria sido realizado em 1º de dezembro de 2022, conforme apurado pelas autoridades competentes.

Diante do acúmulo de evidências e da gravidade das acusações, crescem as pressões para que Renan Bilio seja afastado de suas funções parlamentares. Um membro da casa legislativa, que preferiu manter-se anônimo, afirmou que já há vereadores o suficiente para encaminhar o processo de afastamento do vereador sob suspeita de falsificação de documentos.

Informações adicionais sugerem que, mesmo entre os parlamentares que compõem o mesmo bloco político de Renan Bilio, há uma fratura evidente em relação à sua permanência no cargo. Dois ou três vereadores, apesar de pertencerem à oposição, manifestam-se contrários à manutenção do investigado no mandato, podendo votar favoravelmente ao seu afastamento. Esta divisão de posicionamentos pode resultar na ascensão do suplente Marcos do Carlito, figura reconhecida e bem aceita por todos os setores políticos locais.

Com a retomada dos trabalhos legislativos, a expectativa da população tuntuense se volta para os desdobramentos deste escândalo, que promete abalar as estruturas do poder municipal e redefinir o cenário político local.

%d blogueiros gostam disto: