Com assistência do presidutrense Gustavo Silva, Sport sai perdendo por dois gols, reage após o intervalo e empata contra o Inter.

Com assistência do presidutrense Gustavo Silva, Sport sai perdendo por dois gols, reage após o intervalo e empata contra o Inter.

O Leão da Base, Gustavo Silva, presidutrense de 19 anos, viu sua assistência para gol ser parada pelo goleiro dos gaúchos, que fez defesa em remate frente a frente. Um minuto apenas depois, outra vez ele com a bola. Na entrada da área, o meia-atacante formado no Leão achou André entrando livre nas costas do zagueiro. O centroavante dominou e, com a calma que o fez ser o maior artilheiro do Leão em uma edição de Campeonato Brasileiro, emendou chute no lado direito. Indefensável! Reestreia com gol do ídolo rubro-negro e empate com gosto de vitória decretado, após suspense do VAR, que corrigiu o que seria um erro do bandeirinha.

O Leão teve um ótimo início de Campeonato Brasileiro! Jogando na primeira rodada fora de casa contra o Internacional, em partida realizada na noite deste domingo (30), o Maior do Nordeste foi forte, corajoso e no final conseguiu honrar a mística do “nunca duvide do Sport”, empatando o duelo após sofrer dois gols nos primeiros 45 minutos. Reação que fez o resultado ter um excelente sabor e que faz os comandados de Umberto Louzer trazerem um pontinho  importante na bagagem. Thiago Neves, de pênalti, e André, na sua reestreia com a camisa rubro-negra, fizeram os gols leoninos que definiram o 2×2 no placar.

Forte dentro de casa como já era de se esperar, o time do Internacional guardou posição no campo defensivo do Leão e conseguiu vantagem de dois gols, após pressionar bastante. Vice-campeão brasileiro na última temporada, a equipe gaúcha foi para o intervalo parecendo mais próxima de ampliar ainda mais o resultado do que ver o Sport reagir. Enquanto esse parecia ser o clímax da noite, Umberto Louzer mexia o quadro tático no vestiário para fazer o Rubro-Negro voltar mudado não só em peças, como também em postura.

André e Marquinhos entraram, modificando o ataque leonino em duas peças. Mas foi de fato na postura que notou-se a diferença. O time leonino atacou bem mais, começou a reter mais a posse e conseguiu triangulações no campo ofensivo, algo até então que não havia acontecido. Em um dos ataques rubro-negros, o defensor cortou com o braço. Pênalti assinalado e convertido por Thiago Neves, que esperou Marcelo Lomba cair e bateu no meio.

%d blogueiros gostam disto: